sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Eu desisto de sofrer tanto, desisto de torcer pra que você me note, desisto de escrever textos e mais textos pra você, praticamente entregando e expondo esse sentimento. Eu desisto de ler livros e lembrar da nossa história, desisto de escutar músicas e lembrar do seu sorriso, desisto de ver filmes e torcer pra que o nosso final seja tão feliz quanto o da mocinha. Desisto de ser seu ombro amigo, desisto de ser sua segunda opção, desisto de ser um segundo plano que só serve quando você está mal. Desisto de ter que sorrir todos os dias, como se tudo estivesse bem. Desisto de ir à cozinha e perceber o quão atraente uma faca me parece. Desisto de esperar sua mudança. E continue do jeito que é, porque falta só um pouco para eu desistir de te amar. Desistir de você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário