quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Estou aflorando meus sentimentos,meus medos,minhas agonias,minhas dúvidas.Antigamente,eu guardava dentro de mim,tudo aquilo que me destruia,que me atingia,que me apaixonava,mas ultimamente,eu tenho estado transparente,além de minha sinceridade com aqueles que sempre estiveram em minha vida,hoje eu necessito e vivo procurando ser sincera comigo mesmo,hoje eu preciso admitir que meu coração não é tão frio como parece,hoje um eu te amo,é uma forma de me sentir livre do peso que trago de conter sentimentos.Eu preciso falar,pensar,viver o que sinto,e pouco me importa o que os outros dirão,meu ego precisa transparecer e amar,eu preciso mostrar que não sou tão racional,eu preciso e necessito ser quem eu sou,com meus sentimentos e meus medos,do quais minha razão não pode julgar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário